Localização dos alegados progenitores e recusa na realização dos testes foram os principais constrangimentos encontrados

A Procuradora da República e Coordenadora da equipa que conduziu o processo de investigação oficiosa de paternidade e maternidade, Dra. Dulcelina Rocha, revelou à comunicação social, uma série de dificuldades encontradas no âmbito do processo. A localização dos alegados progenitores e a recusa da realização dos testes de paternidade, são algumas dessas dificuldades elencadas pela magistrada.

Veja aqui as declarações da Procuradora da República, Dra. Dulcelina Rocha 

Sobre o website

O Microsite Família e Menores foi concebido pelo Ministério Público de Cabo Verde, em parceria com o UNICEF, com o propósito reforçar a intervenção do Ministerio Público na jurisdição de Família e Menores, visando proporcionar à população, às instituições públicas, privadas e da sociedade civil que trabalham na área da proteção da criança o acesso mais célere às informações sobre o sistema de Proteção, Promoção e Defesa dos Direitos das Crianças, bem como aos próprios serviços do Ministério Público.

©2021 Ministério Público. Designed By Sintaxy

Search